31/03/2017 – O presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Várzea Grande vereador Dr. Miguel Angel (PSDB), propôs durante sessão ordinária desta quarta-feira (29), a criação de uma comissão para debater os problemas que a saúde da Região Metropolitana no Vale do Rio Cuiabá enfrenta nas unidades que atendem pacientes dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento e Santo Antônio do Leverger.

O movimento político de Saúde proposto pelo parlamentar deve ser amadurecido nos próximos meses com as demais câmaras da região.

 

Miguel lembrou que já entrou em contato com o presidente da comissão de Saúde da Câmara de Cuiabá vereador Ricardo Saad (PSDB), onde foi prontamente apoiado para fortalecer a proposta da comissão.

 

Várzea Grande e Cuiabá são as principais cidades do vale que sofrem, pois os demais municípios não tem capacidade para atender as altas demandas e enviam os pacientes para os Prontos Socorros da capital e da cidade industrial.

 

“A realidade da saúde não depende somente do gestor da pasta, precisamos entender que tudo depende praticamente dos recursos do Governo Federal. Não há dinheiro e com orações não dá para fazer muita coisa, nós representamos à população nessa Casa de Leis e eles não precisam de tapinha nas costas precisam de respeito. Pagam diariamente suas consultas no momento que consomem algo dentro da cidade pagam seus impostos e merecem respeito e ter um atendimento bom com dignidade” enfatizou.

 

A ideia é obter os números reais tanto financeiros como de demandas recebidas pelas cidades do Vale do Rio Cuiabá e com esse debate ira ajudar amenizar os gargalos.

 

Ainda segundo o parlamentar tucano, os valores pagos em uma cirurgia obstétrica são defasados tanto em questão de honorário profissional como de custas hospitalares.

 

Segundo dados levantados pelo vereador, em Várzea Grande há quase três anos não se faz nenhuma cirurgia eletiva porque dentro do município não existe um hospital credenciado para poder realizá-las

Por; Américo Neponuceno