Um comerciante da região onde fica a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, disse ao Jornal da Manhã nesta quarta (13) que ouviu cerca de 15 tiros vindos do local onde morreram oito pessoas.

“Ouvimos muitos tiros aqui, em pouco tempo várias crianças e adolescentes saíram chorando e gritando, pulando o muro da escola” afirmou o comerciante Vitor Soares.

Ele também relatou que os alunos da escola falavam sobre a morte de uma funcionária da escola. “Algumas delas saíram gritando ‘a tia morreu, a tia morreu’”, disse. “Outros falaram que o atirador estava com bombas, que pediu para ninguém gritar”.

As informações até agora são de que dois jovens encapuzados entraram na escola e, depois de atirar contra os alunos, cometeram suicídio.

 

Por; JovemPan Online > Notícias > Brasil