Após uma sequência de atividades, com exames médicos, ida ao gramado para as famosas embaixadinhas e coletiva de imprensa, o novo defensor do Real Madrid Éder Militão acabou sentindo um mal-estar e precisou sair bruscamente da sala onde se encontravam os jornalistas.

Foto: Juan Medina / Reuters

“Desculpe, estou um pouco tonto. É muita emoção”, disse o zagueiro/lateral após colocar a mão no rosto e afrouxar a gravata. Por conta disso, a assessoria decidiu dar fim à entrevista após pouco mais de dez minutos de perguntas e respostas – coincidentemente, a última questão foi sobre se gostaria de jogar ao lado de Neymar no clube.

Militão foi contratado pelo Real Madrid em março, mas foi apresentado apenas nesta quarta-feira por conta da logística, visto que ele ainda defendia o Porto e, depois, ajudou a Seleção Brasileira na conquista da Copa América. Durante a cerimônia de apresentação, o defensor recebeu sua camisa das mãos de Florentino Pérez, presidente do clube.

Antes de sentir-se mal, porém, o jogador teve tempo de dizer suas primeiras palavras como jogador do clube merengue. “Estou muito feliz de jogar no Real Madrid, maior clube do mundo com o qual eu sonhava jogar desde criança. Jogo com coração, com muita determinação e pode ter certeza que aqui não vai ser diferente”, afirmou.

Veja mais fotos:

Foto: Juan Medina / Reuters

Foto: Juan Medina / Reuters

Foto: Juan Medina / Reuters

Foto: Juan Medina / Reuters

Gazeta EsportivaGazeta Esportiva