09/11/2018 –  Após a derrota por 2 a 0 para o Atlético-PR, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, os jogadores do Fluminensebuscaram explicações para a exibição ruim da equipe e mostraram confiança na possibilidade de reverter o placar no jogo de volta, no próximo dia 28, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Luciano, do Fluminense, durante a partida contra o Atlético-PR pela semifinal da Copa Sul-Americana, na Arena da Baixada, em Curitiba (07/11/2018)
Luciano, do Fluminense, durante a partida contra o Atlético-PR pela semifinal da Copa Sul-Americana, na Arena da Baixada, em Curitiba (07/11/2018)

Foto: GUILHERME ARTIGAS/FOTOARENA / Estadão Conteúdo

Visivelmente irritado, o capitão Gum deixou o gramado da Arena da Baixada com poucas palavras. Abordado pelos repórteres de rádio e TV, o zagueiro se limitou a dizer: “vai ter volta”.

O lateral-direito Ayrton Lucas dedicou mais tempo às explicações e lamentou o resultado, mas ressaltou que a decisão segue em aberto. “Até agora, todos os jogos foram difíceis e não é agora que vamos desistir. A gente conta com a torcida que vai apoiar no jogo de volta e vamos fazer de tudo para buscar essa vaga na final”, disse.

Ayrton Lucas ainda lamentou os erros coletivos, especialmente no setor defensivo, que sofreu com os ataques do Atlético-PR e escapou de tomar ainda mais do que dois gols não fosse a boa partida do goleiro Júlio César.

“A gente fica muito triste. A gente sabia da força do Atlético dentro de casa, mas não podemos perder de 2 a 0 do jeito que foi. Não pode errar tanto defensivamente que acaba sendo prejudicado. Vamos ver o que erramos hoje para melhorar para o jogo da volta e buscar a classificação”, concluiu.

Foto: GUILHERME ARTIGAS/FOTOARENA / Estadão Conteúdo