O cadastro de propriedades produtoras de algodão da safra 2018/2019 deverá ser efetuado até o dia 15 de março, por meio do Sistema de Defesa Vegetal do Estado de Mato Grosso (SISDEVE), disponível na página eletrônica http://vegetal.indea.mt.gov.br/SISDEV/.

Um levantamento do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) aponta que até 28 de fevereiro deste ano, o número de cadastros no SISDEV era de 496 propriedades, totalizando 699.172 hectares. Já na safra 2017/2018, somaram 734 propriedades, em uma área de 805.685 ha com produção da fibra.

Fazer o cadastro é importante para a Defesa Sanitária Vegetal, já que se trata de uma ferramenta utilizada pelos técnicos para conhecimento das áreas com lavouras de algodão no Estado. Por meio dele também se faz o acompanhamento das medidas fitossanitárias para prevenção e controle do Bicudo do algodoeiro (Anthonomus grandis), além do período obrigatório do vazio sanitário.

Conforme a Instrução Normativa Conjunta Sedec/Indea-MT nº 001/2016, de 03 de maio de 2016, o cadastro das propriedades com plantio de algodão deverá ser realizado anualmente logo após o término do plantio da lavoura, não podendo ultrapassar 15 de março.

O produtor deve informar obrigatoriamente todos os dados solicitados no cadastro e as coordenadas geográficas da sede da propriedade e no mínimo de três vértices da lavoura.

Serviço

Outras informações podem ser obtidas na Coordenadoria de Defesa Sanitária Vegetal: (65) 3613-6045/cdsv@indea.mt.gov.br.

 

Fonte INDEA