No jogo que encerrou a 8ª rodada do Brasileirão, o Goiás fez o dever de casa e bateu a Chapecoense por 3 a 1. O resultado deixou o time esmeraldino na nona colocação, com 12 pontos. A Chape é a 16ª colocada, com sete pontos.

Na próxima rodada, o Goiás recebe o Athletico-PR, no Serra Dourada. Enquanto isso, a Chapecoense encara o Fluminense, na Arena Condá.

Reprodução
Reprodução

Foto: LANCE!

O confronto

O início do jogo foi marcado pela velocidade dos times e erros de passes. Em um deles, a Chape por muito pouco não abriu o marcador com Everaldo, que aproveitou a bobeira de Rafael Vaz e só não marcou devido a Yago, que bloqueou o chute.

Conforme o jogo transcorria, o Goiás foi ganhando o meio-campo e chegava com mais perigo. Aos 33 minutos o lance mais polêmico da partida. Após escorregão de Márcio Araújo, o volante da Chape tocou levemente o calcanhar de Sena. No primeiro momento o árbitro não deu nada, mas após sinalização do VAR, Igor Junio Benevenuto deu pênalti. Na cobrança, Kayke deslocou Tiepo e abriu o placar.

A vantagem do esmeraldino durou pouco. Na bola parada, a zaga falhou e Rafael Pereira subiu sozinho para empatar.

No segundo tempo o Goiás voltou melhor. Com volume de jogo, o Verdão conseguia pressionar a Chape e quase retomou a vantagem através de Rafael Vaz e Michel.

Aos 15 minutos o Goiás perdeu um gol inacreditável. Michel fez fila e tocou para Kayke, que de primeira deixou Giovanni Augusto em ótima condição. O meia driblou o goleiro, mas a finalização foi bloqueada por Gum. No rebote, Geovane bate forte e Tiepo encaixou.

Se a situação da Chape estava complicada, ela ficou pior ainda aos 19 minutos. Após entrada imprudente no rival, Bruno Pacheco foi expulso.

Com um a mais, a pressão ficou insustentável. Em lindo passe de Giovanni Augusto, Jefferson recebeu na lateral da grande área e bateu cruzado. Sem chances para Tiepo, 2 a 1.

Nos minutos finais, com a vantagem no marcador, o Goiás manteve a posse de bola no campo de ataque e não deixou a Chapecoense sair em busca do empate. O resultado foi mais um gol. Após Gum cortar o cruzamento com o passe, o árbitro deu pênalti. Dessa vez, Kayke encheu o pé e venceu Tiepo.

GOIÁS 3 X 1 CHAPECOENSE
Local: Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data-Hora: 10/6/2019 – 20h
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva (MG) e Ricardo Junio de Souza(MG)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Público/renda: pagantes/R$
Cartões amarelos: Geovane (GOI), (CHA)
Cartões vermelhos: Bruno Pacheco (CHA)
Gols: Kayke (35’/1ºT) Rafael Pereira (43’/1ºT) Jefferson (32’/2ºT) Kayke (44’/2ºT)

GOIÁS: Tadeu; Daniel Guedes, David Duarte (Rafael Vaz,aos 5/1ºT), Yago e Jefferson; Geovane, Sena (Yago Felipe, aos 39/2ºT) e Giovanni Augusto (Marlone, aos 33/2ºT); Michael, Kayke e Leonardo Barcia. Técnico: Claudinei Oliveira.
CHAPECOENSE: Tiepo; Bryan (Diego Torres, aos 34/2ºT), Gum, Rafael Pereira e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo, Gustavo Campanharo (Renato Kayzer, aos 18/2ºT), Camilo (Ernandes, aos 23/2ºT) e Arthur Gomes; Everaldo. Técnico: Ney Franco.

 

Fonte : Lance