05/11/2018 – Guando o relógio no Beira-Rio apontava 14 minutos na etapa final do jogo entre Internacional e Atlético-PR, o técnico Odair Hellmann optou por sacar o atacante colorado Leandro Damião de campo e colocar Wellington Silva para jogar. Saindo do gramado, o camisa 9 não escondeu o descontentamento com a mexida do treinador e o público presente no estádio vaiou a decisão.

Damião durante a partida entre Internacional e Atlético-PR
Damião durante a partida entre Internacional e Atlético-PR

Foto: RICARDO RíMOLI/FUTURA PRESS / Estadão Conteúdo

Após a partida, vencida por 2 a 1 de maneira polêmica pelos donos da casa, Leandro Damião não escondeu sua tristeza por sair de jogo, mas colocou panos quentes na situação e rechaçou qualquer hipótese de um conflito interno no Internacional.

“Fiquei triste por sair, mas falei com Odair Hellmann na saída, respeito muito a decisão dele. Quero ajudar a equipe, isso que é importante. Na hora, o jogador que jogar”, revelou o jogador ao “SporTV”.

A equipe colorada arrancou a vitória já nos acréscimos da etapa final de partida. Com o marcador em 1 a 1, o árbitro assinalou penalidade máxima duvidosa em favor dos mandantes, após Márcio Azevedo se enroscar com Rossi dentro da área. Aos 48, D’Alessandro confirmou a cobrança e decretou o triunfo do Inter.

Agora, pela 33ª rodada do Brasileirão, o vice-líder Internacional, com 61 pontos na tabela de classificação e cinco atrás do Palmeiras, vai até a Arena Castelão para encarar o difícil Ceará, às 17h (horário de Brasília) do próximo domingo.

 

Fonte; Terra;Estadão/Foto; Reprodução