30/04/2018 – Uma evolução tímida ao longo de dez anos demonstra o cenário estarrecedor do mercado de trabalho para as mulheres. Conforme os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho em fevereiro deste ano, as mulheres ganharam apenas 85% do que receberam os homens com carteira assinada. Em 2007, este percentual era de 82%.

O levantamento ainda aponta que 59% da mão de obra com ensino superior completo é feminina. Mesmo o crescimento da participação das mulheres no mercado de trabalho e com mais elevado nível de instrução, não tem sido o bastante para acentuar essa curva histórica.

Para tentar entender e enfrentar este cenário, nesta quarta-feira (2) será realizada uma audiência pública com o objetivo de debater a igualdade salarial entre homens e mulheres no desempenho da mesma função.

O evento conta com apoio da subseção de Várzea Grande da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e é promovido pela Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais de Várzea Grande (BPW) e pela Câmara Municipal.

A audiência pública acontece a partir das 8h na Câmara Municipal de Várzea Grande.