m uma semana de reviravoltas na Europa, Chelsea e Frankfurt fizeram mais um jogaço e adicionaram o que faltava ao cardápio de emoções: uma decisão por pênaltis! Com gols de Loftus Cheek, para os Blues, e Jovic, para aos alemães, nesta quinta-feira, em Stamford Bridge, as equipes repetiram o empate em 1 a 1 do jogo de ida, e seguiram para prorrogação e pênaltis. Kepa pegou dois, Hazard converteu última cobrança e colocou os ingleses na final da Liga Europa.

O Chelsea decide a competição contra o Arsenal no dia 29 de maio, às 16h, no Estádio Olímpico de Baku, capital do Azerbaijão. Com a final da Champions League entre Liverpool e Tottenham, a Inglaterra tem quatro finalistas nas duas competições europeias pela primeira vez na história.

O Chelsea garantiu a vaga na final da Liga Europa nos pênaltis
O Chelsea garantiu a vaga na final da Liga Europa nos pênaltis

Foto: David Klein / Reuters

ÍMPETO AZUL

Apesar de jogar em casa e ter a vantagem do empate sem gols, o Chelsea não quis saber de esfriar o jogo. Em boas jogadas dos ‘brasucas’ Willian e Emerson, Giroud teve chances de marcar, mas não pegou em cheio em ambas. Os blues chegaram novamente em um mini-escanteio. Após o cruzamento e a confusão na área, a bola ia entrando, mas Hasebe, do Frankfurt, tirou em cima da linha.

ABREM-SE AS CORTINAS!

O Eintracht respondeu em uma linda jogada. Danny da Costa recebeu cruzamento da esquerda, pegou de primeira, e Kepa voou para espalmar. Mas os ingleses, que já ensaiavam o gol, abriram as cortinas. Mesmo cercado por três marcadores, Hazard achou Loftus-Cheek dentro da área. De cara com Trapp, o meia chapou no canto, sem chances para o goleiro alemão.

ALEMÃES NA ÁREA

O Eintracht voltou do vestiário determinado a acabar com a vantagem inglesa e encurralou o Chelsea no campo de defesa. A pressão não demorou a surtir efeito: logo aos três minutos da etapa final, Jovic foi lançado por Gacinovic, escorou de peito para o meia, que tocou de volta para o centroavante. O sérvio completou a linda tabela com um tapa na saída de Kepa e empatou.

LÁ E CÁ!

A equipe inglesa sentiu o gol e os papeis se inverteram em Stamford Bridge. Os alemães dominavam e quase aumentaram num chute de Gacinovic que Kepa rebateu e, na sobra, Rebic jogou para fora. Os blues saíram das cordas quando David Luiz fez belo lançamento para Willian, que bateu para boa defesa de Trapp. O goleiro voltou a fazer boa intervenção em chute de Zappacosta.

EMOÇÃO PRORROGADA

Com um novo empate em 1 a 1, veio uma prorrogação em que os dois times estavam determinados a evitar os pênaltis. O Chelsea povoava o ataque, mas errava o último passe. A melhor chance do tempo extra foi mesmo das Águias: após cruzamento da esquerda, com a sola do pé, Haller deslocou Kepa. David Luiz, lembrando o lance pela Seleção contra a Espanha, em 2013, surgiu do nada para salvar.

SEGURA, CORAÇÃO!

Aos 11′ do segundo tempo da prorrogação, um lance para fazer infartar a torcida do clube alemão. Após um cruzamento do Chelsea na direção do gol, a Trapp parecia tranquilo para encaixar. Mas o goleiro se embolou com Azpilicueta, soltou, e a bola foi mansa para o fundo do gol. O lateral espanhol chegou a comemorar, mas o árbitro viu falta no lance e encaminhou o duelo para os pênaltis.

PÊNALTIS

Nas penalidades, Trapp pegou o pênalti de Azpilicueta no canto direito, mas Kepa fez duas defesas seguidas, nas cobranças de Hinteregger e Falette, e botou os Azuis na frente. Caiu nos pés do craque Hazard a responsabilidade de cobrar a cobrança decisiva. O Belga converteu e colocou o Chelsea na final inglesa, contra o Arsenal.

Arsenal vence com três de Aubameyang

O Arsenal está na final da Liga Europa. Depois de vencer o primeiro jogo em casa, os Gunners se impuseram no Estádio Mestalla, nesta quinta-feira, e bateram o Valencia por 4 a 2. Com a vitória, a equipe de Unai Emery se garantiu na decisão do torneio.

A vantagem do Arsenal era relativamente tranquila. Como ganhou o primeiro jogo por 3 a 1, no Emirates Stadium, a equipe de Unai Emery jogava pelo empate para se classificar.

Aubameyang marcou três gols na vitória do Arsenal
Aubameyang marcou três gols na vitória do Arsenal

Foto: Sergio Perez / Reuters

A tranquilidade, entretanto, quase foi embora ainda nos primeiros minutos da etapa inicial. Logo aos 10, o Valencia abriu o placar com Kevin Gameiro. A resposta do Arsenal foi rápida e, aos 17 minutos, Aubameyang tratou de empatar o jogo.

Na segunda etapa, as equipes voltaram ainda mais intensas. O Arsenal virou a partida com Lacazette, logo aos cinco minutos, mas viu o Valencia colocar mais uma vez a igualdade no placar, novamente com Gameiro aos 14. Sem tirar o pé do freio, os Gunners retomaram a frente do placar e confirmaram a vitória com Aubameyang inspirado. O gabonês marcou aos 24 e aos 43 minutos para confirmar a classificação da equipe na final

Com a vitória, o Arsenal chega pela primeira vez à final da Liga Europa. A última vez que o clube chegou a uma final europeia foi em 2006, pela Liga dos Campeões. Na ocasião a equipe foi derrotada para o Barcelona e ficou com o vice.

O jogo

Não demorou muito para o placar ser alterado no Mestalla. Logo aos 10 minutos, o Valencia puxou um ataque rápido para o abrir o marcador. Rodrigo recebeu pelo lado esquerdo da área e viu Kevin Gameiro entrando do outro lado. O camisa nove se esticou e alcançou a bola para marcar o primeiro do time da casa.

A vantagem que era tranquila parecia ir embora, mas o Arsenal foi rápido na reação. Cech cobrou o tiro de meta em direção de Lacazette, que deu uma casquinha na medida para Aubameyang. O camisa 14 dominou e, na entrada da área, mandou a bomba com a perna direita para empatar a partida.

Depois do gol do Arsenal, apenas duas grandes oportunidades para cada lado. Aos 35 minutos, o Valencia teve uma falta perigosa para retomar a frente do placar. Na cobrança de Parejo, porém, a bola passou à direita do gol de Cech.

Aos 38, o time inglês quase virou a partida. Aubameyang fez uma boa jogada pelo lado esquerdo do ataque e tocou para Lacazette, que entrava pelo meio. O camisa nove emendou o chute com a direita, mas a bola beijou a trave e saiu pela linha de fundo.

No segundo tempo, as equipes voltaram a todo vapor. Bastou cinco minutos para o Arsenal voltar a balançar as redes. Torreira roubou a bola na intermediária e deu um bom passe para Lacazette. O atacante dominou de costas, girou em cima da marcação, e bateu firme para marcar o segundo dos visitantes.

Mesmo precisando de quatro gols, o Valencia não abaixou a guarda e parecia confiar na virada. Aos 13 minutos, Rodrigo recebeu na entrada da área, bateu firme e o chute encontrou Gameiro no meio do caminho. O desvio enganou o goleiro Cech, e a bola acabou entrando de mansinho no gol.

O Valencia circundava a área, mas não conseguia achar espaços. O Arsenal se resguardava mais na defesa e tentava assustar nos poucos ataques que tinha. Em um deles, o terceiro gol dos Gunners saiu. Maitland-Nails fez excelente jogada pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou na medida para Aubameyang. O atacante só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Já no finalzinho, o Arsenal ainda teve tempo para marcar mais um. Mkhitaryan deu um belo passe para Aubameyang. O gabonês entrou na área e chutou alto para marcar o seu terceiro gol na partida e confirmar o Arsenal na final da competição.

*Com informações do Lance!